terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Reflectir sobre o Encontro da Amieira


Aspecto parcial da Reunião do CAB (IV)


Não é necessário que o Papa Léguas alerte para a publicação do comunicado do CAB (de que é fundador e aderente) sobre o IV Encontro que teve lugar na Marina da Amieira para que os autocaravanistas com acesso à Internet dele (comunicado) tenham conhecimento. Aliás, outros companheiros autocaravanistas já fizerem esse alerta e bem.

Não queremos, no entanto, deixar de realçar alguns pontos do Comunicado (aprovado por consenso) para que os companheiros autocaravanistas que tenham lido superficialmente o mesmo, já devido à sua extensão, já por falta de tempo, ou por qualquer outra razão, possam, se o desejarem, reflectir sobre os pontos que, na opinião e responsabilidade do Papa Léguas, devem ser sinalizados.


Comissão Coordenadora do CAB (2010)
João Firmino (Newsletter) e Vítor Silva (Haddoock on the road)

- “ (…) Reiterar que o CAB não é, nem quer ser, um clube de autocaravanismo (…) “, afirmação de princípio que consubstancia e reafirma a ideia inscrita na “Declaração de Alenquer”, aquando da reunião constitutiva, que entende o CAB como “uma associação de Blogues” (e outros espaços virtuais da Internet) ao aprovar-se que “ (…) a adesão ao CAB (…) está aberta a todos os espaços na internet (blogues, fóruns, websites…) (…)”;

- “ (…) congratular-se com o facto de o Presidente da União Europeia, (…) recentemente nomeado, ser adepto do autocaravanismo (…)”, informação que visa dar visibilidade ao facto de o autocaravanismo ser uma prática que é transversal a quase toda a sociedade mundial e que não pode ser menosprezada e ilegalmente perseguida;

- “ (…) Felicitar os deputados da Assembleia da República que participaram (…) na iniciativa parlamentar de apresentação, agendamento e discussão em plenário, de um projecto de lei sobre autocaravanismo (…)”, facto indesmentível, embora o Projecto Lei não tenha sido aprovado e não obstante o CAB ter proposto algumas alterações que o iriam beneficiar e o Papa Léguas ter avançado com uma proposta de eliminação do n.º 2 do Artigo 5º desse Projecto Lei por discriminatório;

- “ (…) FAVORECER QUE SEJA RETOMADA A INICIATIVA LEGISLATIVA (…)“, porque o CAB (e o Papa Léguas também), assume que é necessário a existência de uma Lei que defina o que é ACAMPAR e ESTACIONAR, até como forma de defender o direito a não serem (os autocaravanistas) discriminados;

- “ (…) promover o apoio à realização de um seminário sobre Autocaravanismo (…)“, com vista a encontrar entre as associações direccionadas para o autocaravanismo pontos de consenso para virem a ser divulgados pela chamada sociedade civil através dos órgãos de comunicação social. Não se trata, pois, de um seminário do CAB, mas de uma reunião em que os verdadeiros decisores serão as associações de autocaravanistas, num autocaravanismo entendido como uma modalidade de turismo itinerante em autocaravana;

- “ (…) CAB, elegeu: • João Firmino (representação do Blog Autocaravanismo Newsletter) • Vítor Silva (representação do Blog Haddoock On the road) (…)”, esta, a eleição da Comissão Coordenadora do CAB, para um mandato para ano de 2010, é, na nossa (do Papa Léguas) a questão que, junto da opinião pública autocaravanista, pode ser a mais melindrosa.

Assim sendo e para uma ainda melhor compreensão do assunto iremos ser um pouco menos concisos.

A ainda actual Coordenação é constituída por três Blogues: “MIDAP”, “Newsletter” e “Papa Léguas”, através dos respectivos representantes, Diogo Ferreira, Luís Decarvalho e Rui Narciso, conforme é público e consta da “Declaração de Alenquer”. Diogo Ferreira foi designado pela Comissão Instaladora do “MIDAP” e Luís Decarvalho e Rui Narciso são os autores dos seus respectivos Blogues.

O “MIDAP” e o “Papa Léguas” fizeram saber que se não candidatariam a novo mandato e o representante do “Newsletter” (Luís Decarvalho) também fez saber que não aceitaria, pessoalmente, fazer parte da nova Comissão Coordenadora do CAB.

Na IV reunião do CAB, para além de ser proposta a redução da Comissão Coordenadora de 3 membros para dois (o que foi aceite) foi proposto pelo representante do “Newsletter”, a candidatura do próprio Blogue “Newsletter” (da autoria de Luís Decarvalho), a ser representado por João Firmino e foi proposto, pela ainda actual Comissão Coordenadora do CAB, a candidatura do Blogue “Haddoock on the road” (da autoria de Vítor Silva), a ser representado pelo autor, ou seja, por Vítor Silva.

Estes são os factos e sobre eles não se pode deixar de comentar que nada de ilegal se verifica, não obstante poder vir a haver quem não considere muito razoável esta situação.

Para o Papa Léguas a questão só poderá não ser transparente a partir do momento em que o autor do Blogue “Newsletter” passe a estar presente, inclusive sob quaisquer títulos (secretário, assessor, Gabinete de Estudos, etc.), ao lado ou em vez do representante que indicou para representar o seu próprio Blogue, ou em eventuais reuniões da Coordenação do CAB ou que o CAB tenha com outras entidades. Não queremos acreditar que assim se venha a verificar. Contudo, o futuro o dirá;

- “ (…) a criação de um fórum aberto apenas aos aderentes do CAB (…)“, foi outra importante decisão assente na necessidade de os aderentes do CAB (os Blogues) através dos seus legítimos representantes (um por cada Blogue) poderem analisar internamente as diferentes situações que se venham a verificar a cada momento no âmbito do autocaravanismo e de uma forma mais interactiva do que a morosa troca de mensagens através de correio electrónico. Esta poderá vir a ser uma forma de criar os consensos possíveis entre os Blogues, permitindo que em privado cada um emita abertamente a sua forma de ver o assunto e se não venha a sentir em público preterido por não ver a sua ideia aceite.

É do conhecimento geral que dos diferentes Fóruns existentes, vocacionados para o autocaravanismo, o único não ligado a nenhuma associação, clube ou firma comerciante de autocaravanas, o melhor conhecido e o que mais movimento diário tem é o “CampingCar Portugal”. Mesmo o Fórum do “Clube Português de Autocaravanas” (Clube com quase 2000 associados), que é aberto a sócios e não sócios, tem uma movimentação muito inferior ao “CampingCar Portugal”. Dos outros Fóruns não falamos porquanto o acesso aos mesmos é residual.

Daí, eventualmente, a decisão de criar um Fórum aberto APENAS aos aderentes do CAB. Se outra fosse a intenção, o adjectivo APENAS seria desnecessário e bastaria, sobre a decisão tomada na reunião do CAB, escrever, tão-somente, “a criação de um Fórum”, subtraindo o adjectivo APENAS. Qualquer outra interpretação, no sentido de criar um Fórum aberto, não estará, seguramente, como é comprovável e comprovado, nem na letra, nem no espírito do texto da “Declaração da Amieira” e, muito menos, no espírito do Papa Léguas.

Assim deliberaram os aderentes do CAB e deliberaram bem.



Anoitecer na Marina da Amieira

Acerca da MARINA DA AMIEIRA e do empreendimento turístico ZMAR falaremos noutra ocasião.


Preservar o ambiente
(no ZMAR)

NOTA: As fotos não são complementos do texto nem com ele interagem.

Sem comentários:

Enviar um comentário